© 2018 por Débora S. SIlva. Orgulhosamente criado com Wix.com

Compartlhe com seus amigos

Resenha de Romance em San Marino (livro 1) de Lídia Rayanne

September 17, 2018

 

Romance em San Marino (livro 1) — Lídia Rayanne

Editora Skull e E-book Amazon

511 páginas

Nota: 5/5

Adquira em: EBOOK (AMAZON) e FÍSICO (EDITORA SKULL)

 

 

 

Olá, pessoas normais, estranhas e não tão estranhas assim!

 

 

Hoje vim com muita alegria, após terminar a leitura do livro durante a madrugada, trazer a resenha desse livro que conseguiu conquistar espaço no meu coração e se tornar tão independente nele quanto San Marino e sua protagonista, Ângela. Bem filosófica, eu sei!

 

 

 

Tudo se inicia com Marco Casali, um garoto jovem que está predestinado a assumir um dia o papel que o pai ocupa atualmente, de senhor de terras e uma cadeira no grande conselho geral de San Marino. Porém, no momento ele não se sente completamente confiante para tal coisa, afinal, não fora lhe ensinado o bastante sobre a história de seu país e, ainda que seja uma pessoa gentil, ainda existe muito de um orgulho e arrogância dentro dele.

 

 

 

Em contrapartida, Ângela Olivério é filha de um guarda da Rocca (responsável por proteger o conselho político) e de uma estrangeira que guarda muitos mistérios. Ela vive feliz com seus pais e seu irmão mais novo, Augusto. Contudo Ângela é uma mulher e, como tal, necessita de um casamento, mas isso a impedirá de continuar a dar suas amadas aulas para os filhos dos vizinhos e, quem sabe um dia, conseguir convencer alguém do grande conselho sobre suas ideias para com San Marino.

 

 

 

““Nossa República se denomina a Terra da Liberdade. E uma forma de liberdade é termos a independência de dizer o que pensamos. Vocês devem aprender a pensar por si mesmos. Mas antes de opinar sobre qualquer coisa, vocês devem conhecer mais sobre ela para não acabarem falando tolices ou algo inapropriado.””

 

 

 

Mas como uma menina de origem tão humilde poderia conseguir tais coisas? E como Marco, um homem em alta classe poderia conseguir nesse momento da vida alguém para instrui-lo? Bom, por ironia do destino ou não as vidas desses dois se encontram e Ângela recebe a proposta de ser a instrutora de Marco e ao final ele lhe conseguirá uma audiência com o conselho para que ouçam suas opiniões e ideias. Além de Ângela ter que aceitar, tudo depende da opinião de seus pais, se deixam a filha se tornar professora do jovem Casali, filho da mulher de quem eles sempre estarão em uma divida eterna.

 

 

 

É bem difícil falar sobre tudo que eu senti sobre esse livro quando, na verdade, ele é tão grande e ocorre tanta coisa incrível! Primeiro eu queria dar os parabéns a autora por conseguir me surpreender com conteúdo histórico, eu fiz uma viagem no tempo e foi, simplesmente, incrível. E, dar voz a uma mulher nos anos de 1806 é, simplesmente, adorável e muito justo! Ângela é uma personagem que luta pelo que quer, que ama aqueles que a rodeiam, que quer amar mais e ensinar tudo que tem. Ela é uma das protagonistas favoritas, entrou para minha listinha pessoal.

 

 

Marco já é um dos mocinhos mais amáveis, gentis e justos. Ele vai crescendo durante o livro e vemos certas mudanças, mas o que mais amo nele mesmo é o seu senso de justiça, de fazer o bem sem olhar a quem, de ser correto em todas as coisas e ter aquele sorriso fofo que a gente sabe amar.

 

 

““Você já parou para prestar atenção em como eles olham um para o outro? Depois de todos esses anos? Deus, é assim que quero olhar para minha esposa, todos os dias, até que minha vista venha a escurecer.””

 

 

 

E os secundário, ah, como não amá-lo?! Quando eu achei que seria simplesmente romance, como eu estava enganada! Não se trata de um romance apenas, se trata da vida que existe em San Marino, de política, mistérios que rodeiam as vidas ali e em como as pessoas lutam pela sobrevivência. Eu estou apaixonada por tudo, pela ambientação, pelos trajes finos e elegantes, pela vida que a autora construiu a cada personagem que ia aparecendo, o dando humanidade e nos fazendo querer guarda-lo em um potinho para protegê-lo.

 

 

“Estudou cada detalhe dele: seu cabelo castanho caindo sobre os olhos azuis, o nariz grego respirando próximo à sua pele e, principalmente, os lábios carnudos numa tonalidade vermelha tão desejável que a única coisa que Ângela pôde fazer foi lançar-se na direção deles e beijá-los.”

 

 

 

Eu já disse demais, eu sei! Mas ainda preciso dizer para vocês preparem seus corações. Há alguns personagens em específico que vão te deixar confusos. Que vão fazer você repensar todo o livro e o que lemos, se tudo está certo e em quem devemos ou não confiar. Por mais, só quero dizer que estou enlouquecida para ler o segundo volume! É isso amores, espero que tenham gostado da resenha, deixem suas opiniões nos comentários,  um beijo e até...

Please reload

Blogueira

Débora S Silva é uma universitária de 20 anos cuja diversão maior é a leitura de comédias românticas e aventuras. Escreve desde os 15 e geralmente são histórias bem humoradas com toques sutis de romance e fofura. Busca sempre mostrar o lado de sua leitura com gentileza e sinceridade

  • Google+ ícone social
  • skoob
  • Amazon ícone social
  • YouTube ícone social
  • Instagram ícone social
  • Wix Facebook page
  • Wix Twitter page
Colaboradora

JéssicaMiranda 

tem vinte e um aninhos e é canceriana. Ama ler e é apaixonada por doramas. Otaku desde que se lembra e grande apreciadora da cultura nerd e, agora, resenhista do blog NTEA.

Inscreva-se
Conheça o canal
Minhas Redes
43595725_2365355753481017_25798961321130

Me adicione

Instagram
Please reload

This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now