© 2018 por Débora S. SIlva. Orgulhosamente criado com Wix.com

Compartlhe com seus amigos

Resenha de Orgulho e Preconceito da Jane Austen

August 26, 2018

Orgulho e Preconceito — Jane Austen

Editora Landmark, 445 páginas (edição bilíngue)

Nota: 5/5

Adquira em: AMAZON - SARAIVA - LOJAS AMERICANAS - SUBMARINO

 

 

Olá, pessoas normais, estranhas e não tão estranhas assim!

 

Esse ano eu dei novas chances há tantos autores que eu apenas conhecia por nome e, finalmente, li Jane Austen e descobri que ela merece bem mais da fama que tem, mais e sempre mais! Orgulho e Preconceito, um livro incrível!

 

"É uma verdade universalmente reconhecida que um homem solteiro, possuidor de uma grande fortuna, deve estar em buscar de uma esposa."


Elizabeth Bennet vive na vila de Longbourn com sua família, e  é a segunda mais velha de cinco filhas. Suas melhores amigas? Sua irmã mais velha e uma das filhas de um vizinho.

A mãe deseja casar cada filha com um homem cheio de riquezas, mas como fazer isso se eles não frequentam Londres e, muito menos, se não são uma família abastada. É aí que nossa história começa, com um novo vizinho no campo na propriedade Netherfield.

 

 

 


Porém, o novo vizinho, Sr. Bingley não veio sozinho. Acompanhado de suas duas irmãs, uma delas casada, e seu melhor amigo, Sr. Darcy, um homem ainda mais rico que seu amigo. Mas Sr. Darcy ao contrário do Sr. Bingley, não é bem aceito, afinal é orgulhoso, sempre com a face neutra e ainda por cima, julga Elizabeth Bennet, o que causa maior comoção contra ele, até por parte da Sra. Bennet que mesmo por seu dinheiro se recusa a ter boas relações com ele. Ao passo disso, Sr. Bingley se mostra interessado pela Senhorita Bennet mais velha.

 

"Vaidade e orgulho são coisas diferentes, embora muitas vezes sejam usadas como sinônimos. Uma pessoa pode ser orgulhosa sem ser vaidosa. Orgulho está mais associado à opinião que temos de nós mesmos, vaidade ao que os outros pensam de nós."


Por ter vivido durante a época do século XIX, Jane Austen fala com autoridade sobre cada costume e tradição, mas envolve a ironia e o humor que eu jamais havia visto ser usado tão encantadoramente, os personagens são reais, diálogos naturais. Ambientação dignada de admiração.


Vou agora me dedicar apenas ao romance, Sr. Darcy que é rico demais, culto e exige isso das pessoas ao seu redor. E, a primeira vista, parece que ele não nota certos atributos a Elizabeth, que não tem papas na língua, que gosta de rir e ler, ver sua família feliz e se diverte tendo apenas um bom livro e conversar com sua irmã mais velha.

 

 



Os sentimentos do primeiro encontro parecem florescer durante muito tempo no coração de Elizabeth, principalmente quando o Sr. Wickham, um soldado que está passando pela vila, virando amigo de Elizabeth  e conta um pouco de sua vida que envolve o Sr. Darcy e seu imenso orgulho.


Durante a leitura vamos percebendo mudanças, tanto em Lizzy quando no Sr. Darcy, seu orgulho vai se revelando e o carinho pela família, pelas pessoas ao seu redor, por parte dos dois, nos fazendo suspirar e ficarmos mais ansiosas pelas próximas páginas.

 

"Eu perdoaria sua vaidade se ela tão facilmente não tivesse ferido a minha."


O romance se desenvolve perfeitamente, uma história com cada momento certo narrado, com fatos importantes que levam sempre a algo. Elizabeth é uma protagonista apaixonante, cheia de opinião, sorrisos, preocupada e amorosa, com sentimentos que podem ser ditos como orgulhosos mas também amaveis. Sr. Darcy, um herói dos romances, um cavaleiro disposto a amar sem duvidas! Se dando conta lentamente, Sr. Darcy se vê apaixonado por Lizzy e ela precisa decidir se o ama também.


Devo admitir que fui com receio ler essa obra, mas me surpreendi com a escrita, com o encanto que a autora nos envolve, com cada pedacinho bem construído da trama. Um enorme sucesso!

 

"Estavam a cerca de vinte metros um do outro, e seu aparecimento fora tão repentino, que Elizabeth não conseguiu evitar ser vista. Seus olhos se encontraram imediatamente, e ambos coraram de um modo intenso."

 

A história segue um percurso envolvendo amizades, confiança, boatos maldosos, orgulho e amor. Um romance publicado pela primeira vez em 1813 e aclamado pelo mundo até os dias atuais, personagens cativantes, sentimentos verdadeiros, companheirismo e um romance inesquecível, referência para tantos os outros que existem!

 

Espero que tenham gostado da resenha e aproveitem para me contarem o que acham de Jane Austen e suas obras, já conhecem ou querem conhecer? Um beijo e até...

 

Please reload

Blogueira

Débora S Silva é uma universitária de 20 anos cuja diversão maior é a leitura de comédias românticas e aventuras. Escreve desde os 15 e geralmente são histórias bem humoradas com toques sutis de romance e fofura. Busca sempre mostrar o lado de sua leitura com gentileza e sinceridade

  • Google+ ícone social
  • skoob
  • Amazon ícone social
  • YouTube ícone social
  • Instagram ícone social
  • Wix Facebook page
  • Wix Twitter page
Colaboradora

JéssicaMiranda 

tem vinte e um aninhos e é canceriana. Ama ler e é apaixonada por doramas. Otaku desde que se lembra e grande apreciadora da cultura nerd e, agora, resenhista do blog NTEA.

Inscreva-se
Conheça o canal
Minhas Redes
43595725_2365355753481017_25798961321130

Me adicione

Instagram
Please reload

This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now